Tortuguero, a maior reserva natural das Caraíbas

Deslizando quase rente à água dos canais pantanosos do Parque Nacional Tortuguero, por entre a enorme massa de vegetação, fomos até ao coração da selva húmida plantada no norte da costa caribenha… a mini-Amazónia da Costa Rica.

tortuguero 1

Como chegar

Para chegar a Tortuguero tem que se ir de carro ou autocarro até “La Pavona”, local onde se apanha uma das lanchas até à aldeia de Tortuguero. Não é possível chegar por via terrestre!

Apesar da viagem em lancha demorar cerca de duas horas, rio abaixo, é uma viagem fantástica em que desde logo se começa a explorar o que o Tortuguero tem preparado para nos oferecer!

Há vários pacotes para fazer esta visita desde a cidade de San José.

Nós optamos por passar 2 dias / 1 noite neste Parque Natural… mas se tiverem tempo disponível acreditem que não se vão arrepender da opção 3 dias/ 2 noites pois é talvez um dos locais mais espetaculares da Costa Rica. Na falta de tempo, pelo menos a tour de 1 dia, sem pernoita, apesar de cansativa, é “obrigatória”.

A nossa jornada começou bem cedo, pelas 6:30, com a recolha em autocarro no hotel em San José (Hotel Cultura Plaza).

Ao longo do caminho, fomos admirando a floresta tropical imaculada do Parque Nacional Braulio Carrillo e Reserva da Biosfera declarada pela UNESCO em 1988. Rios cristalinos e belas cascatas fazem parte da paisagem que fomos desfrutando durante o traslado. Chegados ao povoado de Guapiles, foi-nos servido um delicioso pequeno almoço típico: “gallo pinto”!

Vejam AQUI sobre os “sabores da Costa Rica”

Continuamos a viagem até ao Caribe costarriquenho, cruzando extensas plantações de banana, abacaxi, cacau e outros produtos agrícolas até chegarmos a Caño Blanco, uma área de rios e lagoas onde um barco nos esperava e nele fomos conduzidos, por entre a selva até ao nosso destino final: Tortuguero.

tortuguero 2

O passeio de barco dura cerca de 90 minutos e foi uma experiência única! Rodeado por uma grande variedade de flora e fauna, desde logo foram inúmeras as espécies de aves e répteis que encontramos pelo caminho.

  • tortuguero 4
  • tortuguero 3
  • tortuguero 5

O destino final era o Pachira Lodge, que nos esperava com um refrescante coquetel e de um delicioso almoço!

Um quarto numa cabana no meio da natureza, uma tour por entre os canais do Parque Natural e uma visita à área da praia e à pequena e pitoresca aldeia de Tortuguero fazem também parque do pacote.

  • tortuguero mono 3
  • tortuguero mono 1
  • tortuguero mono 2
  • tortuguero mono 4

Os canais de Tortuguero

A bordo de um bote rumamos aos canais da reserva de Tortuguero, casa de crocodilos, macacos uivadores, iguanas e milhares de pássaros coloridos!
Vimos tucanos, Anhinga anhingas, garças-tigrinas e garças azuis e mais uns quantos que não conseguimos fixar os nomes…


Aprendemos que as garças brancas apenas conservam esta cor enquanto jovens, tornando-se depois azuis, que as garças negras detestam água e por isso abanam suavemente as asas, tentando secar-se ao sol após a chuva e vimos um casal de Anhinga anhingas, espécie ameaçada de extinção

Os tucanos foram, no entanto, uma paixão á primeira vista! OS tucano-de-bico-quilha ou tucano arco-íris-bico são só deslumbrantes e embora o pelicano-pardo não tenha penas iridescentes ou um bico de arco-íris é também “irresistível!

  • tortuguero capa

A cada dez minutos eramos presenteados com brutais “cargas de água” pela “rain forest”…o seu nome não podia ser mais apropriado! Mas tudo era compensado pelos avistamentos da vida selvagem por aqui existente!

Iguanas, lagartos, crocodilos… nada falta por estas bandas, mais ou menos camuflados na vegetação!

Ao longo do percurso fomos sendo acompanhados por macacos uivadores e pelos seus dramáticos uivos ensurdecedores. Esses mesmos que, sem nunca os termos visto ao perto, nos brindaram com um amanhecer diferente, e assustador! Um dos sons da Costa Rica que ficará para sempre gravado nas nossas memórias!

A aldeia e praia de Tortuguero

Passamos depois pelo “pueblo”, ladeado da lagoa e da praia e que é apenas uma rua de terra batida, paralela ao canal onde predominam lojas de artesanato e “souvenirs” e que mais parece, nós dias de hoje, uma cidade fantasma… o covid afastou os turistas fazendo que muitas não sobrevivessem.

tortuguero aldeia

E chegamos à praia de Tortuguero, com a sua areia castanha-escura de origem vulcânica, local escolhido pelas tartarugas-marinhas para desovar entre julho e outubro!
Mas apesar virada ao mar das Caraíbas por aqui o azul turquesa e a calmaria a que lhe conhecemos não existe! Este mar não convida a banhos… revolto e cheio de paus, é intimidante, a sua corrente é fortíssima, e dizem os guias, que por aqui se passeiam tubarões!

E se já tínhamos ficado deslumbrados com a riqueza natural e exuberância deste ecossistema, a vista panorâmica de um voo de drone revelou-nos um lugar impar onde os rios ondulam, paralelos ao mar, por entre a densa selva e a pacata aldeia!

  • tortuguero drone 4
  • tortuguero drone 1
  • tortuguero drone 2
  • tortuguero drone 3
  • tortuguero drone 5
  • tortuguero drone 6

Outras atividades nas proximidades


Todos os textos são da autoria de Olga Samões e todas as fotografias deste blogue são da autoria de José Carlos Lacerda, exceto onde devidamente identificado. Proibida a reprodução de quaisquer textos e/ou imagens sem autorização prévia dos autores

Este artigo poderá conter links de afiliados. O que são ?  

Ao fazerem reservas pelos links do nosso blogue NÃO vão pagar MAIS por isso e nós ganhamos uma pequena comissão dada pela entidade pela publicidade que lhe fazemos.


Leave a Reply