Roteiro de 2 dias em Bruxelas

IMG_3368Roteiro de 2 dias em Bruxelas a2

Vai visitar Bruxelas pela primeira vez? Este guia da capital da Bélgica tem tudo o que precisa de saber para fazer um roteiro de 2 dias em Bruxelas e aproveitar o seu tempo ao máximo.

GUIA PRÁTICO

Como chegar?

A melhor forma de ir para Bruxelas é voar para um dos dois aeroportos que a capital da Bélgica possui: O Aeroporto Internacional de Bruxelas (Brussels Airport – BRU), também conhecido como Aeroporto de Zaventem, nome da localidade onde está instalado e o Aeroporo Charleroi (CRL), a 12 km e 60 km do centro da cidade, respetivamente.

Fazemos sempre a pesquisa dos voos no Skyscanner pois assim ficamos com uma visão global dos preços praticados pelas diversas companhias aéreas e dos horários disponíveis. Tem sido um motor de busca essencial! É só escolher a opção que mais nos convém e somos redirecionados para as várias hipóteses de reserva… DICA: APÓS FEITA A ESCOLHA ir ao site da PRÓPRIA COMPANHIA AÉREA… mesmo que o skyscnaner mostre opções mais baratas… é, de certeza, a mais segura a reserva na própria companhia e mais fácil a comunicação direta quando surgem contratempos!

Sendo as passagens aéreas a parte mais cara da maioria das viagens, dedicamos um artigo apenas a explicar como funciona o Skyscanner e com dicas de como comprar voos baratos.

Há agora que chegar ao hotel!

Para isso, deixamos aqui alguns meios para sair do aeroporto de Zaventem (pois foi aquele para onde voamos e recolhemos informações)

Após aterrar basta seguir as indicações das placas até à saída. Depois vai encontrar várias sinalizações e basta dirigir-se ao piso que mais lhe convém para chegar ao centro da cidade.

  • Táxi: é a opção mais cómoda, rápida, mas também a mais cara. Se estiver com muita pressa, talvez esta seja a melhor maneira. Os táxis encontram-se do lado de fora do aeroporto e estão disponíveis a qualquer hora. No entanto, saiba que o preço até o centro da cidade ronda os 45€.
  • Autocarro: Se quer chegar ao centro de Bruxelas de forma económica, então a melhor maneira será de autocarro. As paragens de autocarros estão situadas no piso 0, na zona das chegadas. Existem duas empresas de autocarros que efetuam o trajecto, dependendo do destino final. Se a intenção é chegar à zona Norte (Gare du Nord), pode apanhar os autocarros números 272 e 471. A empresa é De Lijn e o trajeto dura cerca de uma hora, com um custo de 3€.
  • Comboio : A opção mais prática de ir do aeroporto de Zaventem para o centro é de comboio. A estação de comboios está localizada no piso inferior (-1) do aeroporto e a empresa a operar é a SNCB. O comboio conecta as três principais estações de Bruxelas (Gare Centrale, Gare du Nord e Gare du Midi) e a viagem pode demorar entre 15 e 25 minutos, dependendo do destino final. Custo: 15€. FOI ESTA A NOSSA OPÇÃO
  • Transfer agendado: sobretudo em alta temporada, quando o movimento e as filas são grandes, uma alternativa é combinar com o hotel ou empresa especializada; apesar de mais caro, pode economizar tempo
  • Carro alugado: no aeroporto é possível alugar carro, cujo valor pode ser consultado em baixo – com a vantagem de ter como se deslocar se quiser conhecer outros locais!

roteiro de dois dias em bruxelas B
Quando viajar?

A melhor altura para visitar Bruxelas é a primavera e o outono quando o clima é ameno e permite usufruir da cidade ao máximo. Os meses mais quentes, no verão também convidam á visita, com muitas atividades ao ar livre, concertos e festivais, com especial destaque para o fim de semana da Assunção (15 de agosto) em que a cada dois anos, a Grand-Place é adornada com um tapete de flores.

Os invernos em Bruxelas podem ser bastante frios e chuvosos. Os dias são mais curtos e cinzentos mas também os preços estão mais em conta…, nós viajamos em finais de janeiro de 2017 e estava frio sim! Mas como não apanhamos chuva consideramos que uma excelente opção para uma escapadinha de fim de semana!

Fica aqui ainda uma dica: na altura do Natal podem ser por lá visitados os seus famosos mercados de Natal e há ainda pistas de patinagem no gelo para os apreciadores desta modalidade.

Onde ficar?

A nossa escolha número 1 é utilizar o Booking.com.

Temos reservado através desta plataforma por todo o mundo e não podemos estar mais satisfeitos. NUNCA tivemos qualquer tipo de problema. Por isso, independentemente do tipo de alojamento que escolherem para a vossa estadia recomendamos que reservem aqui sem receios.

Vamos indicar a nossa escolha e outra alternativa mas fica aqui deste já o link genérico para outras opções.

Booking.com

Em alternativa ao “típico” Hotel, poderão alugar um alojamento para férias e assim tirar partido de comodidades que um hotel não oferece, como cozinhas para preparar refeições, espaços de lazer privados e muito mais. Se essa for a vossa opção então na Vrbo, poderão sempre encontrar uma casa de férias para alugar à vossa medida, seja qual for o vosso orçamento ou destino de viagem, e usufruir de pagamentos seguros, apoio permanente e um processo de reserva simplificado

Encontrar alojamento económico em Bruxelas não é tarefa fácil uma vez que é um destino muito dado a negócios e política e menos a turismo “de massas” o que torna a cidade com um padrão de preços elevado.

No nosso caso, que fizemos uma visita “relâmpago” só permanecendo uma noite (chegamos sábado á hora de almoço e regressam domingo á noite!) optamos por um hotel bom hotel central e luxuosos, o Warwick Brussels, a escassos minutos de La Grand-Place. O pequeno almoço buffet é super completo e as instalações são divinas….

Mas o ideal é permanecer 2 noites na cidade e para tal deixamos a recomendação de um outro hotel bastante central e que era a nossa opção quando pensamos ir sexta e regressar domingo. Durante a nossa estadia demos lá “um salto” e gostamos bastante.

Trata-se do Bedford Hotel, um hotel “boutique” também no centro histórico de Bruxelas (a 450 metros da Grand-Place e a 200 do Manneken Pis). Os quartos tem um design moderno e parecem bem confortáveis e espaçosos.

Como viajar seguro?

Este não é um conselho! É mesmo um “investimento” que consideramos OBRIGATÓRIO…

Nunca se esqueçam de fazer o seu SEGURO DE VIAGEM… Nós fazemos sempre!

Viajar é a nossa paixão, um momento muito esperado e planeado e por isso, nada melhor do que embarcar tranquilo! Assim, fazer um seguro viagem dá-nos a segurança de que caso algum imprevisto aconteça, como o extravio de alguma mala ou mesmo a necessidade de assistência médica, não teremos que nos preocupar com dinheiro e burocracia.

E neste caso concreto, com um vulcão em plena atividade por perto, nem pensamos 2 vezes!!!!!

Fazemos sempre comparação de preços/condições da apólice nestas duas companhias de seguros especializadas em seguros de viagem, em função do destino pretendido. Façam como nós e escolham o melhor seguro de viagem…

Simulação AQUI

ROTEIRO DE 2 DIAS EM BRUXELAS

Como já referimos no nosso caso foram dois meios dias!

Mas foi possível “tocar” em quase todos os pontos essenciais desta capital europeia, se bem que alguns apenas por fora e que gostaríamos de ter explorado melhor.

Na verdade, estávamos á espera de “menos” e íamos convencidos que o tempo que dispúnhamos até iria “sobrar” pois pelo que tínhamos lido sobre a cidade é que não era de todo a capital europeia mais interessante, sem monumentos “de montra” e que “ostenta” como ícone um menino em bronze com pouco mais de 50 cm de altura, a fazer “xixi”!

Mas a verdade é que visitar Bruxelas pode-se revelar uma caixinha de surpresas! Foi uma experiência culturalmente gratificante e… deliciosa!

Assim, antes do percurso/ roteiro de 2 dias em Bruxelas vamos já diretos ás “delícias”!

Estamos a falar da capital do chocolate, esse terror das dietas, e que por todo o lado nos aparece como tentação “do demo” e dos waffles, cuja oferta é tão vasta que o problema é escolher…

Há as waffle de Bruxelas é um retângulo perfeito de massa macia e as waffle de Liege, irregulares e crocantes devido ao açúcar caramelizado no interior (uma autentica bomba calórica) e o topping é um mundo de combinações!

Se há coisa que não falta em Bruxelas, são waffles á venda “em todo o lado”. As mais económicas são as vendidas na The Waffle Factory ou Le Funambule, as mais “autenticas” as waffles artesanais vendidas na Maison Dandoy (rue au Beurre 31), uma casa gerida há gerações pela mesma família.

Um conselho, independentemente da escolha, não saiam de lá sem experimentar!

Para quem não é muito de doces recomendamos o típico prato de Mexilhões com batatas fritas (Moules). Não faltam restaurantes onde são servidos! Nós experimentamos no “Chez Leon”.

ROTEIRO DE 2 DIAS EM BRUXELAS 3

Os mexilhões são o prato típico por excelência da cozinha belga. São servidas porções que vão desde 500 gramas até 1 quilo e podem ir acompanhados de diversos molhos: vinho branco, tomate ou alho são algumas das opções (nós escolhemos o de alho e estava divinal!)

Já as batatas fritas, não são umas batatas fritas quaisquer! Há que aqui referir que foram inventadas na Bélgica, um facto que qualquer belga que se preze lhe irá dizer, sendo corroborados pelos livros de história isto apesar de serem mundialmente conhecidas como “french fries”… não se sabe muito bem como é que os belgas perderam o direito de dar o seu nome à iguaria preferida de todo o mundo, mas continuam a fazê-la melhor que qualquer outro, fritando-as sempre, pelo menos, duas vezes.

Tudo acompanhado pela cerveja belga que é considerada a melhor da Europa, por muito que os alemães não gostem!

DICA: Podem também comprar as batatas fritas em friteries, estabelecimentos que vendem batatas fritas e que podem ir desde restaurantes com mesas a simples guichés. A Friterie Tabora é uma das preferidas e situa-se a cerca de dois minutos da Grand Place.

E queremos ainda deixar aqui uma preciosa DICA!

As imagens em cima “falam por si”! Adquirimos o cartão “Brussels Card” que inclui acesso gratuito a 44 museus e monumentos de Bruxelas e importantes descontos em lojas, restaurantes e pubs. Foi imprescindível!

1º Dia – Roteiro de 2 dias em Bruxelas

Já não é a primeira vez que o dizemos, mas somos forçados mais uma vez mais a repetir: a melhor maneira de conhecer qualquer cidade é a pé!

Simplesmente ir percorrendo a cidade (com um percurso mais ou menos definido para não “andar para a frente a para trás” ) e fazendo aqui e ali um desvio, e até ficar um pouco perdido e descobrir um lugar que nem sabia que existia, é a nossa parte favorita de qualquer viagem! E, como Bruxelas não é uma cidade grande é o sítio ideal para por em prática essa nossa teoria…

La Grand-Place (Grote Markt)

Vamos começar o nosso roteiro de 2 dias em Bruxelas… pelo coração de Bruxelas: La Grand-Place (Grote Markt).

Estamos no centro histórico, social e comercial de Bruxelas com opulentos edifícios históricos que remontam ao século XIV, Património da Humanidade listado pela UNESCO, é claro!

A praça empedrada é airosa, os detalhes barrocos e góticos dos exteriores dos edifícios até “ofuscam” e caso queiram dedicar-se a entrar em alguns monumentos, facilmente “se perde” meio dia por aqui…

Roteiro de 2 dias em Bruxelas grand

Nós apenas entramos na Maison du Roi, que acolhe o Museu da Cidade de Bruxelas uma vez que tínhamos “o tempo contado” optando por aproveitar os restantes minutos apenas para sentir a vibração da praça e das sua ruas adjacentes Aliás, voltamos depois já ao final do dia pois a praça iluminada ganha ainda mais magia e um ambiente muito característico indescritível!

Maison du Roi – Museu da Cidade de Bruxelas

No piso térreo, há uma pequena exposição de bonecos de porcelana e no andar superior, há alguns quadros que representam os momentos mais importantes da cidade.

O segundo andar é o mais interessante e divertido do museu, já que nele podemos ver grande parte das mais de 600 roupas que formam parte do vestuário do Manneken Pis. Há pequenas roupas típicas de diversas cidades do mundo, que vão de fantasia de toureiro a uniforme de jogador de futebol, passando por uma roupa criada por Ágata Ruiz de la Prada.

Caso tenho adquirido o “Brussels Card” a entrada está incluída!

Hotel de Ville

É a câmara municipal de Bruxelas, uma obra-prima arquitetónica de estilo gótico

Maison des Ducs de Brabant

Um conjunto de sete casas com bustos de duques e duquesas e colunas e em que a fachada é decorada com…folha de ouro!

Le Pigeon

Casa barroca onde viveu Victor Hugo, o escritor francês autor da célebre obra Les Misérables, no seu exílio na capital da Bélgica.

Museu do Cacau e Chocolate

O tempo podia ser escasso, mas este museu tinha que constar do roteiro de 2 dias em Bruxelas, até porque fica mesmo junto á praça!

A Bélgica é sinônimo de chocolate! E por isso aqui entramos numa viagem pela sua história:

Começamos por aprender como é feito e quais as propriedades especiais que possui e depois através das exposições do museu, que incluem ilustrações, painéis informativos e vídeos percorremos a sua evolução, desde a descoberta pelos astecas passando pelos campos de cacau da África Ocidental até á sua chegada ao continente europeu.

Assistimos ainda a uma demonstração de um mestre chocolateiro, que em “tempo real” nos ensina como são feitos pralinês artesanais.

Mas, o melhor de tudo… é possível ir desfrutando de várias degustações durante a visita! A fonte de chocolate “á discrição” é viciante!

Roteiro de 2 dias em Bruxelas choc

Caso tenho adquirido o “Brussels Card” a entrada está incluída!

Caso contrário, deixamos aqui o link:

Manneken Pis

Apesar de ser a maior atração de Bruxelas, o ícone da capital belga, pode ser uma verdadeira deceção! Aliás, já foi “premiado” com o galardão de atração turística mais dececionante, mas os locais adoram o menino, a tal ponto que o vestem a rigor em ocasiões especiais e a roupinha é guardada no museu (Maison du Roi) que visitamos.

Entre as ruas estreitas do centro histórico da cidade, na Rue de l’Etuve 31 (lievevrouwbroersstraat), está a estátua dum menino a fazer “xixi”. A estátua tem apenas 61 cm de altura e é feita de bronze e é uma estátua de fonte.

O que o torna tão especial, além de bastante incomum, é a quantidade de histórias que cercam a figura tão querida.

Diz a lenda que um turista em Bruxelas perdeu seu filho e o encontrou fazendo xixi neste local e, assim, presenteou a cidade com a estátua. Outra história coloca o menino no centro da cidade sitiada. O menino teria encontrado explosivos e feito xixi em cima deles para os neutralizar.

Caso venham com tempo podem procurar nas imediações a mais recente “família” deste ícone, “Jeanneke Pis” a sua versão feminina e “Zenneke Pis” o seu fiel cachorro”!

Apesar de tudo, é um “spot” obrigatório no roteiro de 2 dias em Bruxelas!

L’église Notre-Dame des Victoires au Sablon

Seguimos para ver uma das igrejas mais bonitas da cidade: L’église Notre-Dame des Victoires au Sablon.

(Daqui seguimos diretos para o Mont des Arts pois como começamos este roteiro de 2 dias em Bruxelas apenas pelas duas da tarde, já começava a cair o sol e queríamos aproveitar as vistas de lá, nessa altura.

Mas fica aqui a sugestão do que visitar pelo caminho para quem iniciar o percurso logo pela manhã e assim estiver com tempo disponível para o efeito)

Place Royale

Aqui poderão apreciar como vivia a realeza uma vez que a Place Royale com as suas ruas adjacentes e jardins era a zona dos monarcas.

Palace Royal de Bruxelles

A estrela é o Palace Royal de Bruxelles, uma vez que, embora os reis não morem ali há mais de um século, é a sede da monarquia constitucional belga.

Apenas está aberto ao público de 21 de julho (feriado nacional) até o início de setembro, sendo o horário de visita de terça a domingo, das 10:30 às 17:00 horas. Se forem lá nesta altura não percam a oportunidade de visitá-lo uma vez que são exibidos vários espaços do palácio e assim poderão assim conhecer a opulência dos salões com mobiliário, tetos, paredes e tronos reais.

Parlamento da Bélgica 

E numa aparenta aproximação de poderes, mesmo em frente ao palácio está o Parlamento da Bélgica, tendo a separa-los um maravilhoso e airoso jardim, o Parque de Bruxelas.

Museus Reais de Belas Artes da Bélgica

Os Museus Reais de Belas Artes da Bélgica (Les Musées Royaux des Beaux-Arts de Belgique) ficam também a curta distância. São formados por quatro centros de arte considerados os mais famosos da Bélgica. Juntos, os museus possuem mais de 20.000 pinturas, desenhos e esculturas que datam do princípio do século XV até a atualidade.

Museu Magritte

O Museu Magritte, situado ao lado dos Museus Reais de Belas Artes da Bélgica, abriga a maior coleção de um dos melhores artistas belgas do século XX, René Magritte (1898-1967). Nesse museu são expostas 250 de suas obras pintura surrealista.

E se a visita ao seu interior apenas se justificará para aqueles que sejam fãs da arte surrealista, já adecoração da fachada é ela própria uma gigantesca obra de pintura em que o topo do edifício se confunde com o próprio céu, a partir de um quadro do próprio Magritte.

Roteiro de 2 dias em Bruxelas M

Mont des Arts

O Mont des Arts, a colina das artes, é um complexo de edifícios que inclui a Biblioteca Real da Bélgica e o Arquivo Nacional da Bélgica. Mas a visita vale pelos espaços ajardinados e pelas vistas sobre a cidade, sobretudo ao por do sol!

Não vão dar por mal empregue a subida até lá, até porque tendo em conta a visita ao museu do chocolate e ás waffles que comeram pelo caminho, esta caminhada vem bem a calhar…

2º Dia – Roteiro de 2 dias em Bruxelas

Neste segundo dia do roteiro de 2 dias em Bruxelas sugerimos, primeiro sair do centro e depois explorar outras facetas da cidade.

Atomium

O Atomium é a imagem postal mais célebre e identificativa de Bruxelas.

Foi construído para a Exposição Mundial de 1958 e trata-se de um átomo gigante, mais precisamente um cristal de ferro ampliado 165 bilhões de vezes… é por isso considerado uma mistura de edifício com escultura.

São 9 esferas conectadas por 20 tubos sustentados por 3 grandes pilares. Esta estrutura de 102 metros de altura recebe cerca de 60.000 visitantes por ano! As filas podem ser demoradas daí termos comprado antecipadamente a entrada.

Durante a subida, os visitantes são convidados a olhar para o alto e ver a estrutura do prédio por dentro e uma vez no topo, há uma vista panorâmica 360 graus da cidade e sobre a Mini-Europa. Já na descida, num dos últimos tubos há uns efeitos de luzes que dão uma “pitada futurística” muito no contexto do Atomium!

Caso tenho adquirido o “Brussels Card” a entrada está incluída!

Em caso de não terem o cartão poderão comprar a entrada antecipada neste link

Mini-Europa

Mesmo ao lado uma Europa em miniatura atrai miúdos e graúdos para um contacto com símbolos icónicos de países europeus.

Não fizemos esta visita e explicamos porquê:

Além de que não íamos com tempo, a nossa opinião sobre este tipo de atração é que nos “soa” a algo “fake”… gostamos de conhecer os ícones “reais”, nos seus locais, tal como já dissemos em relação da “Las Vegas”. Assim, consideramos os preços excessivos para o que oferecem. Mas isto é só a nossa opinião, pelo que deixamos aqui indicações para quem o queira fazer.

Assim, após visita ao Atomium voltamos ao centro histórico onde a cidade, para nós, tem mesmo interesse… Pelo caminho ainda paramos para fotografar mais de parto a Basílica Nacional do Sacre Coeur de Bruxelas.

Roteiro de 2 dias em Bruxelas SC

Catedral de São Miguel e Santa Gudula

Como no dia anterior não tinha “ficado no percurso” deixamos de fora a visita á Catedral de São Miguel e Santa Gudula mas como fazíamos questão de a visitar neste roteiro de 2 dias em Bruxelas, no regresso ao centro começamos por este impressionante monumento religioso de arquitetura gótica.

Roteiro de 2 dias em Bruxelas barroco

No interior, um coro gótico, um púlpito barroco e um recente órgão, profusamente decorados, dividiram a nossa atenção com riquíssimos túmulos reais.

Bruxelas e a Banda-Desenhada

Enquanto percorríamos as ruas da capital belga, fomos “esbarando” com uma das melhores “street art” que já conhecemos: faixas de prédios inteiramente preenchidas com coloridas faixas de banda desenhada!

Sim, Bruxelas e a banda-desenhada andam de mãos dadas e por isso mesmo que não seja apreciador dos desenhos aos quadradinhos, não dispense uma visita ao Museu Banda Desenhada.

Caso tenho adquirido o “Brussels Card” a entrada está incluída!

Roteiro de 2 dias em Bruxelas TK

Galeries Royales Saint-Hubert

Se a vossa “onda” são mais as compras, as Galeries Royales Saint-Hubert, são o lugar mais procurado para esse efeito!

É a artéria comercial de Bruxelas, coberta por uma cúpula, que reúne as lojas de marcas de luxo, alguns dos teatros mais conceituados e restaurantes gourmet, do mais “chique” que a cidade tem…mas passear pelas galerias é de borla!

Bairro Europeu

O Bairro Europeu envolve outro tipo de interesses para quem vai visitar Bruxelas. Aqui movem-se os decisores da União Europeia uma vez que alberga o Parlamento Europeu e um sem número de instituições da EU.

O bairro do Parlamento era uma tranquila zona residencial antes de se tornar um lugar fundamental para a política comunitária europeia.

Os grandes edifícios estão emoldurados por três grandes zonas verdes a leste da cidade: o Parque de Bruxelas, o Parque Leopold e o Parc du Cinquentenaire

Roteiro de 2 dias em Bruxelas parque

Este último é muito interessante pois para além dos seus lagos, quedas de água e jardins pitorescos, está rodeado por um complexo de edifícios comemorativos dos 500 anos da independência da Bélgica e cuja estrela é um arco do triunfo, Les Arcades du Cinquentenaire.

Um parque urbano voltado para o lazer que vai permitir-lhe relaxar neste seu roteiro de 2 dias em Bruxelas.

Também nesta zona há o Instituto Real Belga de Ciências Naturais, para os fans de história natural, dinossauros incluídos.

Bruxelas pode ser ainda um excelente ponto de partida para visitar cidades vizinhas…

Ficam aqui algumas sugestões para quem queira estender este roteiro de 2 dias em Bruxelas!

BRUGES E GANTE

ANTUÉRPIA

HOLANDA / AMESRTERDÃO

LUXEMBURGO E DINANT

Mais opções… e algumas GRÁTIS!

GOSTAM DE UM BOM FIM DE SEMANDA BEM PASSADO NUMA CIDADE EUROPEIA? Estes artigos podem ser úteis…

NAVEGUEM NO NOSSO MENU PARA DESCOBRIR MAIS…


Todos os textos são da autoria de Olga Samões e todas as fotografias deste blogue são da autoria de José Carlos Lacerda, exceto onde devidamente identificado. Proibida a reprodução de quaisquer textos e/ou imagens sem autorização prévia dos autores

Este artigo poderá conter links de afiliados. O que são ?  

Ao fazerem reservas pelos links do nosso blogue NÃO vão pagar MAIS por isso e nós ganhamos uma pequena comissão dada pela entidade pela publicidade que lhe fazemos.


Leave a Reply