Como comprar voos baratos

Vamos aqui dar dicas e partilhar a nossa experiência em como comprar voos baratos!

A missão não é fácil e desde já alertámos que não há milagres…

Mas, uma vez que é a pergunta que mais vezes me fazem: “Como comprar voos baratos?“ vamos dar-vos as “boas práticas” e desejar-vos “boa sorte”, sim, porque este também é um fator a considerar!

Por um lado, com a concorrência do mercado e a massificação das companhias “low cost”, o valor dos voos desceu consideravelmente

Mas, por outro lado a introdução de suplementos de combustível exorbitantes e o aumento desmesurado das taxas de segurança, taxas de aeroporto e outras penalizações, torna cada vez mais difícil comprar voos baratos.

Felizmente, ainda é possível encontrar boas oportunidades! Sobretudo se tivermos flexibilidade, persistência e informação.


GUIA PRÁTICO DE COMO COMPRAR VOOS BARATOS

  1. Pesquisar num motor de busca global
  2. Saber quais as companhias aéreas que voam para o destino
  3. Ter datas alternativas
  4. Visitar os sites das companhias aéreas
  5. Conhecer bem as escalas nos aeroportos
  6. Estudar outras rotas
  7. Reservar de imediato
    • Cuidados a ter com as agências online
  8. Outras dicas para comprar voos baratos
    • Antecedência
    • Pesquisas regulares
    • Alertas de preços
    • Promoções
    • Flexibilidade no destino
    • Programas de milhas
    • Seguro de viagem

Pesquisar num motor de busca global

Fazemos sempre a pesquisa dos voos no Skyscanner pois assim ficamos com uma visão global dos preços praticados pelas diversas companhias aéreas e dos horários disponíveis. Tem sido um motor de busca essencial! É só escolher a opção que mais nos convém e somos redirecionados para as várias hipóteses de reserva… DICA: ESCOLHA SEMPRE A PRÓPRIA COMPANHIA AÉREA… por vezes não é a opção mais barata mas é, de certeza, a mais segura.

Para mais informações de como funciona o Skyscanner, temos um artigo em que explicamos tudo!

Ficamos desde logo com a noção dos preços mais competitivos para as datas selecionadas e qual/quais as companhias aéreas.

Provavelmente os preços mais baixos vão ser apresentados por agências como “Travelgenio”, “BudgetAir”, “eDreams”, “GotoGate”, “Mytrip”, “Rumbo” entre outras, em vez da própria companhia aérea. ATENÇÃO! Quando isso acontece, há que contar com uma comissão extra a somar ao preço indicado.

Este primeiro passo fornece-nos um ponto de partida, se calhar o mais importante, mas não único!

Não reserve o primeiro voo que lhe aparece. Para conseguir comprar voos baratos é preciso persistência, mas o esforço quase sempre compensa.

Há outros motores de busca que incluem diferentes sistemas de pesquisa nos seus resultados, e com isso aumentam a possibilidade de encontrar boas ligações e preços baixos, mas que raramente utilizamos:

  • Google Flights
  • Momondo
  • Dohop
  • Vayama.

Saber quais que companhias voam para o destino

Ao visitar o Skyscanner deve apontar as principais companhias que surgem para o destino selecionado.

Este pequeno pormenor vai ajudar nos passos seguintes, quanto for conhecer melhor os contornos dos voos junto da companhia, nomeadamente para criar alertas de preços ou utilizar os programas de milhas para viajantes frequentes.

Ter datas alternativas

Flexibilidade de datas é sinónimo de comprar voos baratos!

E não só para evitar épocas “altas” como o Carnaval, fim de ano ou férias escolares.

Muitas vezes, voar a meio da semana é mais barato do que às sextas-feiras, sábados e domingos (além dos feriados).

Utilizando Skyscanner faz-se a pesquisar em dias próximos da “data ideal” para ver se há passagens aéreas mais baratas e em poucos segundos, podemos descobrir que se for/voltar um dia mais tarde/mais cedo, os preços alteram drasticamente!

Para maximizar as hipóteses de sucesso, é preciso tentar meia dúzia de combinações de datas, adiantando ou atrasando o dia de ida, o de regresso, ou ambos em simultâneo.

Visitar os sites das companhias aéreas

Identificadas as companhias e as melhores datas, há que confirmar os preços diretamente nos sites das companhias aéreas, visualizando-os em forma de “calendário”. É mais uma chance de conseguir descobrir voos baratos.

Essencial é, mais uma vez, fazer a pesquisa na opção “datas flexíveis” para ter acesso ao calendário global de preços.

Conhecer bem as escalas nos aeroportos

Cuidado! Até agora estamos apenas a ver como comprar voos baratos!

Mas, por vezes (muitas vezes) os voos mais baratos implicam muitas horas de espera nos aeroportos de ligação ou mesmo passar a noite na cidade e, com isso, ter de gastar dinheiro em alojamento (ou dormir no aeroporto).

E há também que ter em atenção o número de escalas!

Muitas escalas é sempre negativo:

É necessário ter pelo menos 2 horas entre voos para evitar atrasos e consequentes perdas de voos, o que faz com que o tempo de chegada ao destino se prolongue no tempo…

Para já não falar na logística e no cansaço que implica os sucessivos embarques e desembarque e esperas em salas de trânsito.

Perdas de tempo e desgaste valem dinheiro… por isso deixamos aqui a notas: nem sempre o voo mais barato é o melhor; por vezes compensa pagar um pouco mais para ter uma viagem menos cansativa (mais curta e com menos escalas) e chegar mais rapidamente ao destino.

Estudar outras rotas

Já conseguimos chegar á melhor relação qualidade/preço para o voo pretendido, tendo em conta as datas mais baratas… falta no entanto, mais um passo:

Nunca compramos um voo com origem em Portugal sem previamente verificar o preço a partir de outros locais – acrescentando, obviamente, o valor da ligação a esse aeroporto desde Portugal e eventual necessidade de lá passar uma noite! Muitas vezes compensa!

Isto porque há hubs na Europa a partir de onde, tradicionalmente, as tarifas costumam ser mais baixas do que em Portugal. Tudo depende das rotas e respetiva concorrência, mas Londres, Madrid, Frankfurt e Milão são alguns desses exemplos.

Dá trabalho e correm-se riscos, porque implica quase sempre comprar dois bilhetes distintos… mas por vezes encontram-se algumas preciosidades! Sobretudo se houver companhias low cost a fazer o voo Portugal / “hub”.

Há que fazer contas após pesquisar os horários e preços dos voos entre Portugal e o aeroporto “hub” somando os custos desse voo com eventuais dormidas e transferes entre aeroportos.

Nota: Para quem mora no Porto, como nós, vale sempre a pena comparar o preço dos voos com origem em Lisboa. Muitas vezes fica bem mais barato ir de comboio (ou mesmo de avião!) para Lisboa e apanhar lá o avião, em vez de voar a partir do aeroporto Francisco Sá Carneiro.

Reservar de imediato

Encontraram o vosso voo “ideal”? RESERVEM! Amanhã pode ser tarde demais.

Hesitar pode sair caro… a velocidade a que os preços da aviação mudam é enorme!

Claro que devem ter uma noção prévia da média de preços praticada pois há alturas em que os preços também baixam. Verdade! Comprar voos baratos não é fácil e temos que tomar decisões. Se estive abaixo da média a reserva deve ser imediata pois não se manterá assim muito tempo, a tendência é quanto mais próximo da data da partilha mais caro é.

CUIDADO!

Já atrás mencionamos que ao fazer a busca Skyscanner provavelmente os preços mais baixos vão ser apresentados por agências como “Travelgenio”, “BudgetAir”, “eDreams”, “GotoGate”, “Mytrip”, “Rumbo” entre outras, em vez da própria companhia aérea. Acredite em nós… não caiam nessa tentação”

Primeiro, muitas delas não são claras nos preços apresentados e, na hora da compra, podem aparecer taxas inesperadas que anulam esse desconto.

Depois, porque, mesmo com as agências honestas e que apresentam os preços corretos, caso haja algum problema com a reserva ou o voo e o queira resolver como cancelar viagens, pedir o reembolso ou fazer uma simples alteração) será quase de certeza um pesadelo.

Por isso, pesquise no Skyscanner e lá opte SEMPRE pela companhia aérea e NUNCA por uma dessas agências online. É daqueles casos onde o barato sai caro!

Outras dicas para comprar voos baratos

Antecedência

Quanto mais cedo melhor!

Tirando as promoções de última hora que por vezes aparecem, nomeadamente nas companhias low cost (mas é sempre um risco, porque podem nunca aparecer para o destino pretendido) a tendência dos preços é sempre crescente em relação á data da partida.

Já foi tempo em que a melhor altura para comprar voos baratos era sensivelmente com 8-10 semanas, agora as pesquisas devem começar logo que esteja a pensar visitar um lugar! Sem exageros, claro… é que o quadro temporal das pesquisas nos motores de busca / companhias aéreas é cerca de 1 ano. Mas com 10 / 9 meses de distância é o ideal para comprar voos baratos.

Pesquisas regulares

As tarifas das companhias aéreas são uma incógnita… daí e importância de mesmo sem intenção de compra para um destino “no imediato” ir fazendo pesquisas para se ter uma ideia dos preços “médios” praticados.

Depois, como o destino escolhido e com essa ideia de valores “médios” é estar atento… hoje estão muito altos, amanhã em queda, daqui a uma semana podem oscilar em ambos os sentidos! Quer isto dizer que, para comprar voos baratos, é preciso ir pesquisando com regularidade e atuar na hora certa.

Alertas de preços

Criar alertas de preços faz com que não tenham que estar constantemente a fazer pesquisas.

É muito fácil criar alertas no Skyscanner! E, dessa forma, recebem automaticamente alterações de preços (subidas ou descidas) para os voos selecionados. Havendo uma descida significativa, é provavelmente hora de comprar!

Promoções

Há dois tipos de promoções muito utilizados pelas companhias aéreas e que são uma ótima oportunidade para podermos comprar voos baratos:

  • Vendas antecipadas – permite ás companhias aumentarem a sua liquidez financeira ao vendem bilhetes baratos, com muita antecedência face à data de partida.
  • Promoções de última hora – permite ás companhias aéreas encher os aviões ou diminuir prejuízos.

Para estarem informados destas oportunidades a melhor forma é subscrever várias newsletters de companhias aéreas e seguir as suas páginas no Facebook e Instagram.

Flexibilidade no destino

Por vezes, ao fazermos uma pesquisa daquelas sem intenção imediata de compra, só para ter noção dos preços “médios” praticados por ser um destino que eventualmente estará os nossos planos, podemos “esbarrar-nos” com uma promoção irrecusável!

É um sinal… Há que mudar de planos porque a oportunidade pode nunca se repetir!

Programas de milhas

Existem programas de fidelidade das companhias aéreas aos quais é possível aderir de forma gratuita e usufruir de inúmeros benefícios que estes planos proporcionam.

Quanto mais se viajar por essas companhias indexando o cartão de milhas (ou em companhias do mesmo grupo), mais elevado será o “status” e mais vantagens concedidas:

  • Bilhetes gratuitos ( atenção: suplementos de combustível e demais taxas têm sempre que ser pagas)
  • Descontos nas tarifas
  • Despacho gratuito de bagagens
  • Marcação antecipada de lugares
  • Antecipação de voos para o mesmo dia sem custo adicional
  • Acesso aos lounges
  • Upgrades

Cada companhia aérea possui um programa, regras e benefícios. Nós usamos o programa TAP Miles&Go e estamos muito satisfeitos – VANTAGENS:

  • A TAP pertence ao grupo “Star Alliance” e assim podemos acumular pontos sempre que seja utilizada uma companhia do grupo – e são muitas:
    • Adria Airways
    • Aegean Airlines
    • Air Canada
    • Air China
    • Air India
    • Air New Zealand 
    • ANA
    • Asiana Airlines
    • Avianca
    • Avianca no Brasil
    • Austrian
    • Brussels Airlines
    • Copa Airlines
    • Croatia Airlines
    • EGYPTAIR
    • Ethiopian Airlines
    • EVA Air
    • LOT Polish Airlines
    • Lufthansa
    • Scandinavian Airlines
    • Shenzhen Airlines
    • Singapore Airlines
    • South African Airways
    • SWISS
    • Thai Airways International
    • Turkish Airlines
    • United
  • Possibilidade de conversão de milhas em Bilhetes MilesOnly e Miles&Cash (TAP) e Bilhetes-Prémio (outras companhias)
  • Bilhetes á volta do mundo – possibilidade de trocar as milhas pelo bilhete around-the-world e assim poder voar com as companhias Star Alliance
  • Crianças – 25% de desconto do Bilhete MilesOnly ou Miles&Cash para voos TAP
  • Upgrade para Classe Executiva
  • Surpresa em dia de aniversário

Seguro de viagem

A World Nomads oferece um dos melhores e mais completos seguros de viagem do mercado, recomendado pela National Geographic e pela Lonely Planet. Outra opção excelente e mais barata é a IATI Seguros (tem um seguro para COVID-19), que não tem limite de idade e permite seguros multiviagem (incluindo viagens de longa duração) para qualquer destino do mundo.

Nunca se esqueçam de fazer o seu SEGURO DE VIAGEM… Nós fazemos sempre!

Viajar é a nossa paixão, um momento muito esperado e planeado e por isso, nada melhor do que embarcar tranquilo! Assim, fazer um seguro viagem dá-nos a segurança de que caso algum imprevisto aconteça, como o extravio de alguma mala ou mesmo a necessidade de assistência médica, não teremos que nos preocupar com dinheiro e burocracia.

Fazemos sempre comparação de preços/condições da apólice nestas duas companhias de seguros especializadas em seguros de viagem, em função do destino pretendido. Façam como nós e escolham o melhor seguro de viagem…

Simulação AQUI