Nazaré, Portugal

A antiga vila de pescadores situada na parte baixa caracteriza-se pelas suas pitorescas casinhas brancas, restaurantes e lojas de souvenirs.

À sua frente a Praia da Vila, também conhecida como Praia da Nazaré, concentra a atividade piscatória e, no verão, a instância balnear.

Daqui é possível subir até ao Sítio da Nazaré pelo centenário funicular que, originalmente, funcionava a vapor. Cada viagem custa 1,20€ para adultos e o trajeto e demora cerca de 15 minutos.

Chegados á parte alta encontrámos o bairro onde começou a história da cidade. Teria sido ali o local onde Nossa Senhora de Nazaré apareceu tornando-se assim um local de culto e peregrinação.

Esculpida em madeira, a imagem da virgem negra no altar da Igreja atrai grandes romarias anuais, que decorrem a 8 de setembro.

Após visitar o seu Santuário, a próxima paragem é a Ermida da Memória, mandada construir em 1182 por D. Fuas Roupinho, um nobre desta região, como agradecimento por Nossa Senhora ter atendido às suas preces, salvando-o de uma queda mortal.

Diz a lenda que ao perseguir um veado durante uma caçada, o cavalo de Dom Fuas quase se precipitou no mar detendo-se no último instante. A capela situa-se ao lado da rocha onde persiste a marca da ferradura do cavalo, que testemunha o milagre.

Ao fundo, o Farol de Nazaré dentro do Forte de São Miguel Arcanjo é a imagem de marca do local onde se veem as maiores ondas no mundo e o campeonato de surf da World Surf League.

O Forte, erguido para proteger a cidade dos ataques dos piratas marroquinos e argelinos é paragem obrigatória, destacando-se no seu um museu com pranchas e depoimentos dos maiores surfistas do mundo.

É quase impossível não ficar impressionado ao ver as famosas ondas gigantes nas fotos e vídeos…

Mas poder presenciar ao vivo esta força da natureza depende de uma pitada de sorte… A temporada geralmente acontece de Outubro a Março mas apenas alguns dias as ondas gigantes atingem o Farol e a Praia do Norte.

Foi precisamente na Praia do Norte, que devido às suas condições e características, ocorreu o recorde mundial da maior onda já surfada, de 30 metros por Garret McNamara, em 2011.

De forma resumida isto acontece devido à existência, no fundo do mar de um canyon, uma espécie de desfiladeiro submarino, o mais profundo de todo o litoral europeu!

Este desnível produz dois tipos de ondas com alturas e velocidades diferentes e quando as duas se encontram há magia no “canhão da Nazaré”…

Rating: 5 out of 5.

Todos os textos são da autoria de Olga Samões e todas as fotografias deste blog são da autoria de José Carlos Lacerda, exceto onde devidamente identificado. Proibida a reprodução de quaisquer textos e/ou imagens sem autorização prévia dos autores

Este artigo poderá conter links de afiliados. O que são ?  

Ao fazerem reservas pelos links do nosso blogue NÃO vão pagar MAIS por isso e nós ganhamos uma pequena comissão dada pela entidade pela publicidade que lhe fazemos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s