Do outro lado do Mundo – ULURU-KATA TJUTA NATIONAL PARK – Ayers Rock, Austrália

Chegámos ao deserto australiano, o famoso outback, Ayers Rock de seu nome!

“Drone views”

E se nos perguntarem pelas suas perigosas espécies animais a nossa resposta é: esqueçam encontros de primeiro grau com aranhas, serpentes venenosas, cães selvagens e dingos e preparem-se para a verdadeira praga do deserto, as moscas!!!! São as centenas, milhares, por todo o lado, omnipresentes!

Moscas à parte, começamos a nossa tour pelo Kata Tjuta, também conhecido como “as Olgas” !

Tour – https://www.viator.com/Uluru

Sim, há umas montanhas com o meu nome! Este grupo de formações rochosas caracterizam-se pelas suas cúpulas vermelhas, erodidas pelo tempo e têm o seu ponto mais alto a 1.066 metros acima do nível do mar, subindo abrutamente da planície desértica australiana.

Por lá percorremos o Walpa Gorge, um trilho rochoso que sobe suavemente passando entre as escarpas do monte acompanhado por um pequeno riacho, seco à nossa passagem.

Seguindo depois para a principal atração turística deste parque natural – Uluru.

Esta impressionante formação rochosa é a maior do mundo em areia…são trezentos e dezoito metros de altura, dez quilómetros de circunferência no meio da planície desértica da Austrália. A imponência da altura não é nada, se considerarmos que como um iceberg este monólito perfura as entranhas da Terra a uma profundidade de 2,5 quilómetros. Trata-se de um monólito sagrado para os aborígenes que inspira as mais diversas lendas e histórias de adormecer.

Um pequeno tracking pela “Mala Walk” levou-nos a pequenas cavernas onde pudemos observar pinturas conhecidas como “Anangu rock art” e á ancestral “Mutitjulu Waterhole”.

E acabamos com Uluru em pano de fundo ao pôr do sol…Como um camaleão, vai mudando de cor à medida que o sol caminha de nascente para poente, tornando-se incandescente como um cristal de Murano a sair do forno ao fim do dia! A sensação é de que, ao invés de se por, o sol se muda para dentro dele…

Ficamos alojados no Hotel Sails in the Desert, um dos 3 hotéis disponíveis mesmo à entrada do Parque Natural. https://www.booking.com/SailsintheDesert

É possivel ficar por preços mais “em conta” em Alice Springs, mas depois é uma bela “estirada” até ao local…

Para quem pretenda uma classe superior, há o Desert Gardens, mesmo ao lado! https://www.booking.com/DesertGardens

Não conseguimos reservar para o próprio dia nem para o dia seguinte a ida (com ou sem jantar) ao “Field od Lights”… estava completamente esgotado! Por isso recomendamos que o façam previamente entrando em contacto direito com o hotel por que optaram (sabemos que de ambos os que aqui indicamos saem tours próprias para lá todos os dias em vários horários). Tivemos pena de perder esta oportunidade.

Link para reservas online – https://www.ayersrockresort.com.au/events/detail/field-of-light-uluru

São mais de 50 mil luzes LED’s que preenchem o deserto numa superfície que equivale a quatro campos de futebol… á medida que escurece e a noite chega ficam visiveis milhares de cores…deve ser um espetáculo memorável!

⭐⭐⭐⭐⭐


Todos os textos são da autoria de Olga Samões e todas as fotografias deste blog são da autoria de José Carlos Lacerda, exceto onde devidamente identificado. Proibida a reprodução de quaisquer textos e/ou imagens sem autorização prévia dos autores


Este artigo poderá conter links de afiliados. O que são ?  

Ao fazerem reservas pelos links do nosso blogue NÃO vão pagar MAIS por isso e nós ganhamos uma pequena comissão dada pela entidade pela publicidade que lhe fazemos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s